Google Analytics GA4 e a LGPD

Google Analytics GA4 e a LGPD

Facebook
LinkedIn
WhatsApp
Telegram

Surpresa no Mundo do Marketing Digital em Março de 2022

Em março de 2022, o universo do marketing digital recebeu uma notícia surpreendente: o Google Analytics, tal como o conhecíamos, teria seu fim em julho de 2023. A plataforma atual, conhecida como Universal Analytics, receberá completa desativação até janeiro de 2024. Portanto, a partir de julho do ano seguinte, será imperativo parar completamente o uso do Universal Analytics. A partir de janeiro de 2024, todos os dados da versão anterior não estarão mais acessíveis.

O Início de uma Nova Era no Google Analytics

Para substituir o Universal Analytics, o Google apresenta o Google Analytics 4 (GA4), a maior atualização desde o lançamento da plataforma em 2006. Mas, na verdade, especialistas em todo o mundo reconhecem que o que está em jogo vai além de uma simples atualização. O GA4 representa uma verdadeira revolução na análise de dados, com foco total na privacidade.

Projetado para cumprir todas as restrições impostas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD), o GA4 funciona sem necessidade de cookies. Se você está se perguntando quando deve migrar para essa nova versão, a resposta é clara: o quanto antes, melhor.

As Revoluções no Google Analytics

A nova versão do Google Analytics promete maior eficiência, mesmo sem o uso de cookies e dentro das restrições impostas pela LGPD. Não se trata apenas de uma atualização, mas de uma forma totalmente nova de analisar dados, respeitando as restrições de privacidade do usuário. O Google Analytics 4 se prepara para um futuro totalmente sem cookies, que são pequenos arquivos de texto armazenados no navegador para registrar os dados de navegação dos usuários.

A Conformidade do Google Analytics 4 com a LGPD

A privacidade se tornou a chave para a nova atualização do Google Analytics. As pessoas desejam ter mais controle sobre suas informações, saber onde elas são compartilhadas e como são usadas. Considerando isso, o Google promoveu várias mudanças na plataforma para atender melhor às exigências da LGPD.

Entendendo o Conceito de ‘Privacy-driven’

Mas, o que significa ser ‘privacy-driven’? Nesse contexto, uma das principais alterações é que o Google Analytics 4, em seus novos recursos, não guardará informações de IP e dependerá apenas de cookies primários, totalmente compatíveis com as leis de privacidade.

A Era Sem Cookies e o Papel do GA4

Até agora, o Google Analytics depositava cookies no navegador dos usuários que visitavam seu site. Estes cookies permitiam ao site “lembrar” as informações de cada usuário. Eles revelavam o comportamento e o percurso do usuário no site e identificavam se era um novo visitante ou alguém que já havia visitado antes.

Adaptando-se ao Futuro Sem Cookies

Para se manter relevante em um mundo sem cookies, o Google Analytics 4 utilizou o aprendizado de máquina para gerar automaticamente insights a partir de tendências significativas para o seu negócio. Assim, as lacunas deixadas pela ausência de cookies são preenchidas pelas informações captadas por uma plataforma agora ainda mais inteligente.

Ações para Preservar seus Dados

Para uma migração ideal para o GA4, é necessário planejar, implementar, validar e gerar relatórios. No entanto, este processo pode ser complexo, especialmente nesta fase de transição.

Por isso, recomendamos que você não faça isso sozinho e corra o risco de perder algum pedaço dos seus dados. Busque o suporte de experts em Analytics para garantir uma implementação do GA4 na sua empresa de forma totalmente segura e o mais rapidamente possível.

Leia também
Quer aumentar os leads qualificados?